Refugiou-se num nó
cego e consumido
comunicava-se
por reticências.

Numa exclamação
camuflava a dúvida
perdendo o ponto
seguia pela fuga.

Pediu clemência
a dotados graves
confundindo seu ego.

Se cobriu de pó
acompanhada do
resto do seu tempo.

Anúncios