Medindo os passos
numa ida paraiso
assobiando roxo
descartei o monte.

Contorno o jeito
amarro o bode
dando ases aos
que esperam o duque.

Num comichão coçadinha
respeito o dilúvio possível
aguardando com a palha.

Amarrado no assoalho
a prova de tudo espero
pelos acasos indomáveis.

Anúncios