You are currently browsing the tag archive for the ‘poema carro’ tag.

Corre um carro velhode palavras soltasacessrios tremulandotintura flamejante.

Num bonde de desejopela tarde vermelhauma aventura picapor um dilogo sacro.

Retendo gases e lquidosqueimando a angstialavando o asfalto.

Marcas do rompimentoestufando o peitoaderindo curva.